Dicas para um jovem sem objetivos em 2020

Se você tem entre 15 e 30 anos, e ainda não tem um objetivo e seus sonhos somente servem como conforto para suas noites de sono, talvez este texto irá salvar sua vida de uma grande enrascada. A maioria dos jovens pensa em se divertirem agora e deixam os compromissos para depois, muitos pensam: “quando eu for mais velho ou fazer 18 ou 21, decidirei o que fazer”, tal pensamento nunca foi tão triste. Tire sua vida do automático! Sei que muitos dizem para si mesmo – já estou fazendo uma faculdade ou um curso técnico e não preciso fazer mais nada, ao final vou obter o meu diploma e começar a trabalhar, entretanto, sabemos que não é tão fácil assim. Em vários períodos do ano vemos noticias sobre a dificuldade dos jovens de entrarem no mercado de trabalho, e quando entram não é exatamente o emprego de sua área técnica, logo se veem sem esperanças de ingressarem na profissão na qual obtiveram diploma, mesmo assim não há uma atitude da maioria dos jovens para reverter isso. A zona de conforto é um veneno viciante que mata a sua vontade de lutar gradualmente. Portanto, devo dizer que se vocês jovens não tomarem alguma atitude quanto a isso, em algum momento da vida adulta ocorrerá um estalo na consciência, e ao perceber estarão na parte mais agressiva da corrida dos ratos. Contudo, direi possivelmente o que ocorrerá caso prefiram levar a vida no modo automático. Toda a escolha ou até mesmo a falta dela tem consequências. Devemos buscar a visão de um sábio, percebendo o que não está dando certo na vida de outros e não permitindo a reprodução deste erro em nossas vidas. Vejo alguns elementos que compõe o dia a dia de muitas pessoas adultas, que ao me ver, desde jovens viveram no modo automático. Alguns elementos que fazem parte da vida dessas pessoas são:

Trabalho estressante

Imagem de www_slon_pics por Pixabay

Este é o primeiro elemento que vejo na vida de muitas pessoas, do qual é perceptível nas suas reclamações. O trabalho que foram obrigadas a aceitarem puramente pelas circunstâncias que a vida trouxe, a exemplo da necessidade urgente de dinheiro para pagar as dívidas ou por medo de não ter condições de comprar comida, tal situação surge pela falta de uma segunda ou terceira fonte de renda. Geralmente, no próprio trabalho estressante tem vários momentos que é preciso “engolir sapo”, e tem alguns trabalhos que isso pode ocorrer o tempo todo. Acredito que você não quer passar durante um ano ou mais acordando cedo e indo a um trabalho que você detesta, em alguns casos pegando transporte público lotado e sempre prezando pela pontualidade, ser pontual é uma boa prática, mas para algumas empresas mesmo que você tenha um histórico exemplar de pontualidade, um atraso de um minuto já é o suficiente para perceber olhares indiferentes da chefia. Finalmente, parte deste elemento é a reclamação de que está ganhando pouco, e com isso a cada dia chega a casa super estressado ameaçando a você mesmo que irá se demitir, mas saberá que não pode, pois, não tem opções, ou pelo menos não se preocupou quando jovem em criar uma base de vida capaz de proporcionar o privilégio da escolha, com isso terá sempre de obedecer às circunstâncias que quase sempre estão completamente fora do alcance, diria que essa situação é comparada ao Zugzwang do xadrez: que se refere a uma condição em que o enxadrista se ver obrigado e realizar as jogadas, e cada jogada piora mais sua situação no jogo.

lamentações

Imagem de Efes Kitap por Pixabay 

O segundo elemento, trata-se de que com o passar dos anos perceberá que está andando em círculos, e começará a culpar a todos que não te avisaram para fazer um curso técnico ou faculdade, porém não terá coragem de admitir, de que mesmo se concluísse uma das opções ou às duas, ainda sim se encontraria na mesma situação. Depois que a fase de culpar os outros passar, começará a lamentar de algumas decisões que não tomou quando era jovem, e irá desejar de alguma forma que o tempo volte para fazer tudo certo.

Prazeres imediatos

Imagem de 4924546 por Pixabay

Por fim, depois que aceitar que não tem como mudar as suas escolhas feitas anos atrás, terá que aguentar as consequências trazidas por elas, e isso não tem como fugir, passará a buscar situações de entorpecimento: uma cerveja aqui, um jogo de futebol ali, talvez um cigarrinho. Alguns casos engraçados que presenciei de pessoas “ferradas” foram expressas pelas seguintes frases – “Opá recebi o dinheiro das minhas férias, vou correndo comprar um carro novo”, “esse dinheiro das férias servirá para pagar minhas dívidas do ano retrasado”, ou melhor, “irei gastar tudo na minha próxima viagem”. Momentos de entorpecimento podem criar vícios sérios. Uma pergunta aos que ficam bêbados para aquecerem os problemas. Quando vocês recobram a consciência o problema realmente foi esquecido ou resolvido de forma mágica? Decerto, atender impulsos para comprar coisas que não são necessárias ou fazer viagens sem organizar a vida antes, pode criar dividas enormes, e podemos considerar como prazeres imediatos também. Esses são só alguns exemplos existem muitos outros.

Resumo de vida de muitos em uma lista:

  1. Terminei o ensino médio preciso fazer um curso técnico.
  2. É necessário fazer uma faculdade para me dar bem na vida.
  3. É uma obrigação tirar a carteira de motorista quanto antes.
  4. Preciso de qualquer emprego (afinal o meu curso ou faculdade não valeu de nada).
  5. Tenho de casar de qualquer maneira, pois já estou na idade e outras pessoas já casaram.
  6. Preciso comprar um carro (mesmo que minhas finanças não de para manter todas as manutenções em dia).
  7. Preciso comprar uma casa (nem que isso leve mais de 30 anos pagando).
  8. Tenho que pagar o INSS (a aposentadoria é minha última esperança de uma vida melhor).
  9. Já sou idoso e o meu dinheiro de aposentadoria mal da para viajar.
  10. Se eu fosse mais jovem bem que poderia fazer algo diferente.
  11. Fim de vida (caixão).

Algumas dicas para descobrir ou alinhar seus objetivos

Penso que você leitor já entendeu a situação grave que possa estar entrando, isto é se você caminha em direção a corrida dos ratos. Entretanto, tenho uma boa notícia, já dizia minha mãe “tem jeito para tudo menos para a morte”. Portanto, é necessário buscar mudança de mentalidade, talvez você tenha escutado a palavra “mentalidade” ou “mindset” em algum lugar na internet no ano de 2019, não quero dar uma de coach, no entanto, para você fugir desta armadilha de “deixar a vida me levar” ou “vou curtir tudo agora enquanto sou jovem” e deixando tudo para depois, só poderá mudar com a mudança de mentalidade, e a mudança vem com atitude e isto fará automaticamente você sair zona de conforto.

Hoje tenho 31 anos, consigo ver com mais clareza as consequências de uma escolha antes mesmo de tomá-la, e as possíveis armadilhas envolvidas nas escolhas. Acredito que isso nasceu quando tinha 25 anos, quando passei a ler mais e pesquisar mais sobre formas de obter renda extra e investimento. Durante os 5 anos seguintes obtive conhecimentos valiosos, contudo, a mudança de direção definitiva da minha vida, no aspecto material, veio depois que li Pai Rico Pai Pobre de Robert Kiyosaki e A lei do triunfo de Napoleon Hill, entendi que o processo que ocorreu até meus 25 anos, era um caminho que hoje entendo como escravidão moderna um ciclo quase inquebrável que o acompanha até sua morte algo como a lista apresentada logo acima. Como ilustração assista o video Happiness do canal Steve Cutts.

Observo muitos seguindo a ordem desta lista fielmente, alguns valorizando mais um ponto do que outro, no entanto, é quase certo que seguirá com os elementos da lista, podendo é claro excluir um ou dois. Me via entrando nesta escravidão também, uma corrida sem fim, onde todo dia você acaba se encontrando no mesmo lugar, isso é a clássica corrida dos ratos, e para quebrar isso inicialmente você terá que tomar uma atitude para mudar esse caminho, depois deve se manter alerta para nunca se permitir cair na zona de conforto, e construir uma mentalidade sólida carregando os seguintes elementos positivos:

  • Leia livros que tragam algum ensinamento, e contribua para melhor percepção de sua realidade: nossa vida é curta, por isso devemos selecionar realmente livros que nos tragam métodos, conhecimentos e informações capazes de serem aplicadas de forma imediata para o melhoramento da vida.
  • Aprenda sobre como gerenciar o seu dinheiro: a segunda coisa mais importante que aprender a ganhar dinheiro é saber como gerenciá-lo, e saber como fazer rende-lo é crucial para poder investi-lo depois (caso não tenha notado falo de independência financeira em todo o post, mesmo que de forma indireta).
  • Procure ser um jovem equilibrado, busque o autocontrole: jovens impulsivos tende a comprar e fazer coisas que não são necessárias para sua vida, como comprar um novo celular só porque virou o ano ou ir para balada porque os jovens da sua escola, ou bairro estarão lá. Faça coisas que são importantes para você, e não para os outros, autocontrole também é isso.
  • Veja vídeos no Youtube ou em qualquer outro lugar, que possam agregar valor em sua vida: tem vários youtubers que contam experiencias valiosas sobre como tiveram sucesso nos negócios ou estudos, sempre mostrando que ter um objetivo é um ponto crucial de uma vida vitoriosa.
  • Aprenda um novo idioma: aprenda uma nova lingua, podemos dizer que é quase um aspecto obrigatório hoje, no entanto, estudos comprovam que quando você se esforça para aprender algo complexo seu cérebro cria novos neurônios, e quase como se você levasse o seu cérebro para academia, e isso quer dizer aumento no seu raciocínio, inteligencia e uma atividade mental muito mais ativa.
  • Momentos de entretenimento são bons e necessários, mas tenha em mente que o tempo é precioso e o use-o da melhor forma possível: O tempo passa muito rápido, no meu caso estava com 25 anos e de repente já tinha 30, por isso devemos aproveitar melhor o nosso tempo, e tudo que fazemos tem que ter um objetivo por trás, ex: se assisto um programa de TV dublado, ao menos colocar o áudio original para aprender a lingua nativa do programa, assim melhorarei o meu listenig, outro exemplo: ao invés de ficar dormindo ou de “cara para cima” sempre que posso pego minha bike e dou umas voltas por aí para movimentar o corpo e manter a saúde.

Consegui mudar a minha mentalidade a tempo, dos elementos negativos passei somente por trabalhos estressantes graças a Deus não me aprofundei para experimentar outros, e sei que estou a cada dia me distanciando da corrida dos ratos. Porém, acho relativamente tarde as lições que aprendi por volta de 25 anos, imagino o que um jovem entre 15 e 21 anos com conhecimentos dos elementos que considero positivos faria, por certo não se permitiria sentir o gosto amargo da corrida dos ratos, e menos ainda passaria por trabalhos estressantes, lamentações e prazeres imediatos para aguentar consequências de escolhas erradas.

Espero ter contribuído de alguma forma.

Abraços,

3 comentários em “Dicas para um jovem sem objetivos em 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s